Calado

setembro 3, 2013

Meu eu calado te adora
e descansa ao seu lado, lépido.
Te olha e te olha e te olha
e é olhado de volta, que belo.
Meu eu calado te adora
e adora teu eu calado.
No silêncio, eles namoram
na fala, eles se libertam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s