ideias

abril 25, 2012

Qualquer ideia que eu venha a ter
é qualquer ideia.
E quando eu digo o que eu quis dizer
e alguém entende,
me calo de forma sorridente
feliz pela compreensão.

Vontade

abril 20, 2012

Quero comer poemas,
respirar música,
beber beijos
e dormir em abraços.

Sou sono e lento

abril 18, 2012

Mergulho em minha cama de molas
quico e me esfrego na colcha
até me encontrar coberto e protegido.
Esfrego minha cabeça contra o travesseiro,
puxo o cobertor até a orelha.
Coço as pernas com os pés com meias.
Ponho o travesseiro entre minha cara e meu braço
encolho as pernas (deitado de lado)
Fecho os olhos e escuto a música que pus para dormir.
Escuto a música como não escutaria.
Me perco entre sonhos e lembranças
devaneio.
Respiro fundo, sinto o peito, mudo de lado.
me preparo para o sono.
Sem perceber, já estou dormindo.
Sem perceber, já estou acordado.

Hipnose

abril 14, 2012

Os meus olhos vidrados
dançam parados, você ali.
A cabeça cala o pensamento
e o movimento vira fala.
Escuto poesia dançada.

Existe uma língua
difícil de falar
e fácil de entender.
Uma língua ilustrativa
escrita e falada.
Explicativa
Intuitiva.
Danada.

Língua do contra
onde as palavras trocam de roupa
e se mostram quase transparentes
de formas diferentes.

Língua esperta
Que de forma mais que direta
faz uma curva.

Língua que mistura
sorriso com cor de piso
e espaço com passos ou pássaros.
Dormir com estar acordado.

Língua com nome próprio
Sem idioma definido
Sem dicionário.
Quase imaginária,
língua mágica,
língua rara.
Metáfora.

Planejar o futuro
é se esquecer do presente.
Viver no presente
é brincar com o futuro.
Em caso de destino, relaxe.
Em caso de todo o resto, desfrute.

Alguém

abril 5, 2012

Cuidado ao pedir ajuda para alguém.
Alguém não tem nome.
Alguém é todo mundo.
Alguém é ninguém.