Sopro

março 29, 2009

Vagarei vagarozo
falarei o vago
sentarei na margem
olharei o horizonte
mergulharei no horizonte
vagarei vagaroso.

Pé esquerdo

março 28, 2009

Está decidido!
Cortarei meu pé esquerdo fora.
Sempre fui avoado…
E sempre quando acordo estou muito distraído
acabo sempre pisando
com aquele pé que no título e no poema já foi proferido…

Ah! maldito pé esquerdo!

Não importa de que lado da cama eu durma
nem o que eu faça ao longo do dia…
Talvez para alguma alegria divina
o azar há de me acompanhar.

Banho de arruda? de sal grosso?
gengibre no sovaco?
três pulinhos ? São longuinho?
ih! Nada funciona
o azar me acompanha…
Até me emociona saber que ele gosta tanto assim de mim.
Mas está na hora dessa brincadeira acabar!
Sexta feira treze está chegando
e se eu continuar com toda essa sorte
tanto azar me levará à morte
e isso não quero nem brincando.

Por isso cortarei meu pé esquerdo.
E pronto.

Ai, gente! sabe?!
Tipo assim…
Nada a ver!
Só porque, tipo, duh! Eu sou gostosa
e tipo, todo mundo me adora
não significa que eu vivo sem sofrer, sabe?!
Pô! É Muito difícil!
Mó pressão!
Ainda me chamam de fútil!
Não entendem minha condição…
Malhar todo dia não é fácil!
Esse corpo Deus dá não…
haja lipo-aspiração!
Ai, tipo, Sabe?!
Tipo assim
uhrgh!
E ainda fico ouvindo cantada de pedreiro.
As pessoas olham minha bunda o dia inteiro!
Eu posso ser gostosa, mas sou também humana!
Não quero ser grossa, mas tipo, queria paz por uma semana!
E os homens ainda acham que eu sou impossível…
Que eu só pegaria homem tipo o Vin Diesel.
Mas pô, nada a ver!
Nada a ver…
É só chegar chegando
é tudo questão de pegada
questão de chegada
chegue de jeito e pronto
não se preocupe com mais nada.

Aí, ser gostosa é muuuito difícil…
tipo, tem que explicar tudo pra todo mundo…
Mó chato.

Namoro a Solidão

março 25, 2009

Quem me ver sozinho sabe,
estou acompanhado.

Minha alma solitária
agora anda acompanhada
pela metafísica que é o nada com significado.
Namoro a solidão.

Um dia calculei;
Se a solidão me acompanha como uma boa amiga
se ela está comigo em todo vagarento processo de cura de cada ferida
se ela me ajuda com cada composição
se ela é aquela que nunca me deixou sozinho
por que não?
Te amo solidão!

Te acompanho
você me acompanha
nós nos criamos
inventamos nossas crianças…

Namorar a solidão!
Mas que grande punheta
desculpa de homenzinho furreca
choro de mela cueca
homem que é homem
homem que presta
não fica sonhando acordado
homem que é homem
vai a guerra
perde uma perna
tem um braço arrancado
e não fica de palhaço
pois em vez de estar sozinho
se agarra com um canhão.

Diga que me ama.
Me diga que me ama.
No final do dia não adianta.
A solidão nunca diz que me ama.

O desespero de uma folha em branco
bate em qualquer homem que teve uma idéia
e a esqueceu completamente
ao sentar num canto com um papel, caneta e mesa e banco.

Para onde vão as idéias boas quando você as quer?
Parece que elas só aparecem na fila do banco
sentada no ônibus
cortando o cabelo
e acredito que o maior segredo
é andar com um caderno sempre na mão
e sempre escrever
toda idéia, sentimento e sensação.

Eu estava na fila do supermercado

carrinho lotado de compras

lia as manchetes das revistas de fofoca,

as lia de vento em popa.

Não quis ser indelicado

dei o meu lugar para uma velhinha insossa

que me disse “muito obrigado”

mesmo sabendo que sou obrigado

a dar meu lugar na fila.

(Fila essa não sendo a de gestantes, velhos e aleijados)

A caixa, devidamente entediada

demorava

e a velha…

reclamava

e eu observava e lia as fofocas da semana.

pensei:

Que velha criança!

Não sabe esperar!

Mas pensei melhor

e me pus no lugar dela.

Imaginei ser uma velha

uma ex-donzela

quase oitenta anos!

Imaginei os enganos!

E sei que todo o fim de festa tem gosto de quero mais

que toda despedida

é um fim e uma partida

por mais que houvesse havido alegria

olhar para trás

jamais gera conforto

pois vendo o que não se fez

se faz querer mais uma chance.

E sabemos que mais uma vez na vida não existe.

Por isso ela tinha pressa!

No fim da festa que se come mais docinhos…

É uma questão de gula de vida!

Já que muitas chances foram perdidas

resta ao resto delas

aproveitar o perdido

ter pressa na fila

e pedir licença aos mocinhos

que ainda tem uma vida inteira para desperdiçar.

(mas lembremos que gula também desperdiça)

Impossível?! Aonde?

março 17, 2009

Fiz de leite, pedra
(o botando no congelador)
e o leite congelou.

Quando eu tirei o leite
e o botei no sol
tirei leite de pedra
de leite.

Nem foi tão difícil assim.

Pensar demais

março 13, 2009

É engraçado como funciona a inspiração
horas ela vem
horas não.
Então eu fico aqui sentado
meio desanimado
inspirando a piração
vendo se me bate o ânimo
se entro numa transe
e bolo algo com tráfico e trânsito…
Mas nem sempre consigo.

Então fico sentado
meio assim, deixo tudo de lado
e vejo tudo que crio
como vício e obsessão.
Pura pretensão.

Conquista

março 5, 2009

Pois toda mãe foi uma amante
e todo pai um galanteador
na medida do possível
em suas juventudes.
Pois toda a amante é ingênua
e todo galanteador um calculista
dentro das circunstâncias
nos intermédios de uma conquista.

Quando homem já crescido tem dificuldade de dormir a noite
Não é medo que o domina de monstros, ladrões ou alienígenas
Pois quando um homem já crescido não dorme direito à noite
Falta em sua cama ao seu lado toda noite uma querida.

Devo me atrever!
Sei que devo me atrever a falar
falar da beleza que vi
dos peitos esculturais da Marissa Tomei.

Peitos, esses, que calam a boca
que desmontam a alma
que mostram que Deus existe!

Deus, ó meu Deus!
Ó Deus, que obra prima!
Parabéns!
Obra prima! Repito.
Homem nenhum imita essa forma…
Esse conjunto…
Esse par…
Esse exemplo de beleza e harmonia!

Marissa Tomei,
Abençoada!
Que do tempo esteja salva!
Que do tempo você e só você
consiga sair impune.
Seja imune!
E continue com seus seios magníficos.

Saiba e não tenha dúvida:
Na vida, no mundo
em qualquer esquina!
Não haverá mulher jamais
Com uma beleza parecida.